Solicite uma proposta

A importância da música na cerimônia de casamento

Vanessa Marttins *

Um corpo sem alma é um corpo morto. Um casamento sem lindas canções é como esse corpo.

Toda bela história vem acompanhada de uma bela trilha sonora, não é mesmo? Já imaginou assistir a um filme no qual não houvesse uma canção para gerar e despertar em nós reações e emoções… Será que esse enredo nos marcaria? Certamente, não!

Como então falar de uma linda história de amor e não compor esse cenário com canções especiais? Como imaginar esse filme sem uma trilha sonora adequada?

A música nos transporta para diversos lugares e situações. Expulsa uma lágrima contida, um sorriso esquecido, um toque carinhoso, um suspiro… É um instrumento poderoso que entra na alma como flecha, e marca!

A música transcende e alcança a alma porque Aquele que transcende todas as coisas, Deus, é autor desse maravilhoso instrumento, e toca no que há de mais íntimo quando quem se dispõe a usá-lo também é tocado por Ele. Nossos dons e talentos são amorosamente doados a nós por Deus. Falar de canção de amor, cantar esse amor é convidá-lo para adentrar em nosso interior.

A cerimônia de casamento é o berço perfeito para acolher essas canções, porque nesse sacramento existe envolvimento, carinho, cuidado, delicadeza, romantismo, união, família. E a música se torna primordial para expressar todos esses sentimentos e emoções que as palavras não conseguem traduzir por elas mesmas.

A canção, unida a uma doce voz e aos instrumentos apropriados, confere à cerimônia delicadeza, leveza e afeto, imprescindíveis à ocasião. É um convite ao coração para um repouso. A harmonia musical é um berço para todo e qualquer sentimento.

A música na cerimônia inspira, envolve, cativa. Ficamos submersos nesse amor. E, mais importante que o amor, é a graça de Deus através do sacramento do matrimônio, que permite aos esposos decidir, apesar das situações de dificuldade, amar um ao outro, doar-se. A música contribui para que seja dada a devida relevância a essa graça sacramental. A música não é um mero detalhe. Ela é também protagonista desse momento único e inesquecível.

Pensando em tudo isso, escolhi cantar o amor. Porque amor é minha essência. Vim do amor! Romantismo integra cada segundo da minha vida. Essa é a minha verdade e está impregnada em minha alma. Me realizo profundamente interpretando canções interiorizadas em mim e elas se tornam uma doação do que sou, do que tenho a oferecer ao outro. Em cada cerimônia, absorvo histórias e mais afeto, e fico cada vez mais saciada para transbordar na próxima cerimônia que virá. Vou, assim, compondo páginas e páginas, construindo um lindo diário de casamentos.

Cantar histórias de amor de maneira leve, suave e delicada, assim como é o próprio amor, é o que sei fazer. E se você busca exatamente isso, estamos aqui, prontos e dispostos a cantar sua história através de nosso Suave Cantar.

* Cantora de histórias de amor há mais de 10 anos, autora da marca Suave Cantar, que trouxe um novo conceito para as músicas de cerimônias especiais.